quinta-feira, 7 de julho de 2011

RJ: Justiça quebra sigilo telefônico do caso Juan

O juiz do 4º Tribunal do Júri de Nova Iguaçu (RJ) decretou ontem a quebra de sigilo dos dados telefônicos de dez linhas entre os dias 2 junho e 4 de julho de 2011. A medida visa auxiliar as investigações sobre o caso do menino Juan de Moraes, que desapareceu no dia 20 de junho.

O sumiço ocorreu após incursão de policiais militares do 20º Batalhão de Polícia Militar (Mesquita) à comunidade Danon, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A ossada havia sido encontrada na semana passada, no Rio Botas, em Belford Roxo, também na Baixada. A Polícia Civil, porém, cometeu um engano e afirmou que o corpo pertencia a uma menina. Ontem, o erro foi desfeito e o órgão confirmou que o corpo pertencia a Juan. Em relação às linhas telefônicas, a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça não informou a quem elas pertencem.


Fonte: http://www.dgabc.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário